Home > mensagens e reflexões > Deus acima de todas as coisas

Deus acima de todas as coisas

É estranho quando somos perguntados a respeito do que/quem amamos. Eventualmente expressamos nosso amor pelas pessoas, coisas que temos/queremos/fazemos semdo raras as vezes que nos referimos à Deus, e quando o fazemos,  demonstramos pouco entusiasmo. Isso quando nos lembramos de nos referir à Ele no final de nossa declaração dizendo (timidamente): e também amo a Deus, claro, em primeiro lugar.

Pensando nisso me perguntei: Amamos mesmo a Deus em primeiro lugar? Qual meu primeiro pensamento do dia? A pessoa que amo? Meus problemas? Minhas contas?  Existe uma infinidade de coisas não listadas aqui que nos alegram ou nos trazem preocupações, mas devemos lutar continuamente para que nada ocupe o lugar de Deus em nossas vidas.

Embora não seja do conhecimento geral, sou um entusiasta da arte e ontem dei início à um curso de palhaço que desejei fazer por mais de 2 anos. Logo no início da aula, como em quase todo curso, foi solicitado que cada um falasse ao menos uma qualidade, um defeito, uma mania, algo/alguém que ama e odeia onde tivemos um tempo estabelecido para pensar nas nossas respostas. Não sei se por acaso ou por desejo de Deus fui o último a me apresentar, e durante todo tempo que tive entre escolher minhas respostas e ouvir a de meus companheiros me senti incomodado sobre declarar meu amor a Deus antes de prosseguir com qualquer uma das minhas respostas.

Como cristão, não costumo me sentir intimidado em hipótese alguma quando posso (e aproveito MESMO) para declarar-me um cara que ama e se esmera em seguir Jesus Cristo, e isso se da normalmente em qualquer ambiente, desde um almoço como numa partida de futebol. Agora pensa, quando vamos nos apresentar à qualquer indivíduo o que falamos? Olá, meu nome é Fulano de Tal, sou cristão e amo Deus? Eu pelo menos não. Mas o fato de estar em um curso onde solicitam uma apresentação quase que biográfica, diante de pessoas que ainda não conheço bem, foi algo que me deixou receoso.

Então senti/ouvi Deus falar comigo: Uma boa oportunidade para falar do seu amor por mim. Comecei elaborar todo meu discurso e pensando como inserir esta declaração. O tempo pareceu eterno e me senti irriquieto, suor frio e um diálogo entre eu e Deus teve início (Acredito que Deus fala através de muitas circunstâncias, sempre em coerência com a Bíblia). Como era de se esperar, perdi este dialogo de zero, afinal não tive alternativas. Veja algumas das respostas que Ele me deu:

• Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim. (Isaías 49:15-16)

• Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo. (Gálatas 1:10)

Chegou minha vez! Alguns haviam declarado amor à entes queridos, outros para as artes, ao ato de viajar, e então comecei a minha apresentação: Queria dizer que, independente da fé e crença de cada um, eu amo a Deus. Claro que amo minha família, amigos, e as coisas que faço, inclusive a arte que me fascina, mas eu amo a Deus… depois continuei com meu discurso, além de aliviado por ter feito aquilo que me senti convencido por Deus à fazer, pude experimentar uma sensação indescritível de paz!

Desejo que eu tenha sempre mais ousadia para declarar este meu amor. O ato de usar o blog para afirmar e propagar minha fé foi para mim um princípio de atitudes ousadas usando de um meio de comunicação com alta propagação. Mas fora da virtualidade não pode ser diferente, devemos ser ousados, como aconteceu comigo: trepidei, mas não vascilei.

Quem você ama? O que você ama? Pode parecer apenas um clichê religioso, mas lembrar aos outros é também nos lembrar de que Deus deve ser nosso amor acima de tudo e  de todos, afinal, Ele nunca se esquece de nós.

Deus abençoe.

Rafael Leobas.

About these ads
  1. October 20, 2011 at 14:00 | #1

    Gostei desse post! falou comigo…como você não tenho vergonhar de proferir minha fé mas também já passei por situações em que trepidei hehe mas continue assim sendo ousado na fé!! abs

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 171 other followers

%d bloggers like this: